FINISTERRA IV Arrábida filme art & tourism festival - Carlos Dias Photography

FINISTERRA IV Arrábida film art & tourism festival

[PT/EN]

Tendo decorrido entre os dias 6 e 10 de Maio deste ano, a IV edição do Finisterra Arrábida Film art & Tourism Festival contou com a participação de 178 filmes, oriundos de 48 países diferentes.

Destes 178 filmes o festival premiou 30, que puderam ser vistos no Cineteatro Municipal João Mota, em Sesimbra. Para além destes, foram também exibidos outros 20, que completaram assim a "shortlist" dos 50 filmes escolhidos pelo júri do festival.

"Breathing Other World", o meu primeiro vídeo de time-lapse lançado em Novembro do ano passado, foi um desses 20 seleccionados, para minha grande felicidade, tendo sido rodado no 3º dia do festival (8 de Maio).

"Os objectivos do Festival são premiar filmes e produções audiovisuais que promovam eficazmente o turismo, em qualquer uma das suas múltiplas dimensões:

- Promover a implementação de boas práticas no sector do turismo, de acordo com as premissas de responsabilidade social e do desenvolvimento sustentável;

- Incentivar os jovens a iniciarem-se na realização e produção de filmes de viagens."


(Brochura do festival (PDF))

A sessão de abertura do festival teve lugar na Fundação Portuguesa de Comunicações, em Lisboa, e constou de uma conferência internacional sobre Cinema e Turismo, com a presença de vários oradores e realizadores nacionais e estrangeiros, em que fiz questão de estar presente!

Aproveito para congratular dois colegas e amigos portugueses cujos seus trabalhos admiro imenso, Miguel Claro e Francesco Cerruti que estiveram muitíssimo bem nas suas palestras de astrofotografia e time-lapse, respectivamente. Foi principalmente pela oportunidade de estar presente, pelo convívio e partilha de conhecimentos com estes dois excelentes profissionais durante o período do festival, que me fiz deslocar no dia 6 e 7 de Maio à capital.

No segundo dia (7 de Maio) houve ainda a oportunidade de realizar algumas sequências de time-lapse na lota de Sesimbra. Uma iniciativa proporcionada pela organização do festival, que promoveu o convívio e partilha de conhecimentos entre os vários participantes.

Foi neste local que, com a ajuda do meu amigo Francesco Cerruti, decidi testar uma técnica nova de time-lapse, o hyperlapse. O hyperlapse assenta no conceito do time-lapse convencional, mas com a ligeira diferença em que há um movimento do tripé com a câmara entre o registo das imagens que dão origem ao vídeo final, proporcionado uma dinâmica diferente para quem assiste.

O resultado dessa minha primeira tentativa poderão ver na segunda parte do vídeo que vos deixo acima.

Para além da realização de planos de time-lapse, foi-me ainda possível tirar alguns minutos para me aventurar num registo fotográfico um pouco diferente ao que normalmente estou habituado, dando origem à foto abaixo. Espero que gostem!

Powered by SmugMug Log In